Arquivo da Categoria: O Método na Loucura

Enlouquece-te a ti mesmo (4): Trema…ou o estranhamento do mundo na esquizofrenia

por

Por Gabriel Peters O mundo como um “imenso museu de estranheza” Segundo depoimentos de pessoas que sofreram convulsões epilépticas, os instantes que precedem os ataques são, em alguns casos, marcados por uma aura experiencial… Continuar lendo

Enlouquece-te a ti mesmo (3): sobre as palavras e as coisas na esquizofrenia

por

Louis Wain Por Gabriel Peters Epistemologia insana Os posts anteriores desta série defenderam a tese de que, se a teoria social é uma ferramenta intelectual valiosa para a compreensão da loucura, o estudo… Continuar lendo

Enlouquece-te a ti mesmo (2): eu, minhas vozes e meus observadores

por

Por Gabriel Peters Loucuras de Apolo e Dioniso  As imagens mais influentes da insanidade tendem a retratá-la como o triunfo das forças “dionisíacas” da subjetividade sobre os seus aspectos “apolíneos” (Sass, 1992). Tal… Continuar lendo

Fantasmas-na-máquina-no-mundo (1): fenomenologia e psico(pato)logia contextual

por

Por Gabriel Peters Fenomenologia e psiquiatria Uma mirada panorâmica sobre a história da psiquiatria no último século mostrará que, em qualquer momento dado, sempre existiram psiquiatras atraídos pela fenomenologia. De Karl Jaspers e… Continuar lendo

Enlouquece-te a ti mesmo: sobre os círculos infernais da autorreflexão

por

Fonte: http://digital-evolutions.blogspot.com.br/2014/09/the-droste-effect.html Por Gabriel Peters  Obsessão, insônia, pânico Façamos um pequeno experimento: NÃO PENSE, sob hipótese alguma, em um ELEFANTE ROSA. Tarde demais: ali estava ele pipocando em sua cabeça…Quando escrevo a você “Não… Continuar lendo

O método na loucura (2): Mozart, Karajan e por que jogar xadrez desenvolve a capacidade de jogar xadrez

por

Por Gabriel Peters “[Sobre o Xadrez] Jogo chinês que aumenta a capacidade de jogar xadrez” Millôr Fernandes A frase de Millôr que serve de epígrafe a esse post é sátira espirituosa de uma… Continuar lendo

O método na loucura (1): uma série sobre ambivalências na psicologia da criatividade em arte e ciência

por

  Por Gabriel Peters “Loucura embora, tem lá seu método” William Shakespeare (na boca de Polônio em Hamlet) “Domine o instrumento, domine a música, depois esqueça essa porra toda e toque” Charlie Parker… Continuar lendo